segunda-feira, 27 de agosto de 2012

O Primeiro Mandamento-Êxodo 20:1-3


Introdução:

Talvez esse seja o texto mais conhecido e desconhecido da bíblia. Todo mundo já ouviu falar nos dez mandamentos, mas poucos conseguem citá-los de memória. É bem verdade que mais importante é cumpri-los. Contudo, ninguém pode cumprir o que não conhece. É com esse propósito que começaremos hoje essa série de exposições sobre as “Dez palavras de Deus”.

Algumas pessoas perguntam: ”para quem são os dez mandamentos? Eles ainda tem validade para a igreja? Geralmente, essas perguntas são feitas por quem acha que os dez mandamentos são coisa do Antigo Testamento, e de acordo com essa visão, o antigo testamento não tem mais validade hoje.

Precisamos refutar essa noção (dispensacionalista) concernente às escrituras. No AT Israel era o povo de Deus, mas no NT a igreja é o Israel de Deus (Gl 6:16). Portanto, se cremos que a bíblia é a palavra infalível de Deus, não podemos anular e nem modificar o que Deus não modificou. Sendo assim, a não ser que o novo testamento revogue explicitamente uma lei do antigo testamento, o seu princípio é válido para nós hoje.

I O PREFÁCIO DOS DEZ MANDAMENTOS

 “Então falou Deus todas estas palavras, dizendo: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão”. (Êx 20:1-2)
O prefácio dos dez mandamentos expressa muito bem a relação pactual entre Deus e o seu povo. Tendo tirado o seu povo da escravidão, ele exerce o seu duplo direito sobre ele:

a)    Ele é o Criador-“Eu sou o Senhor teu Deus”
b)    Ele é o Redentor-“Que te tirei da terra do Egito”

Observe que os mandamentos foram dados após a redenção deles, isso por uma razão muito simples: Os mandamentos, ou a lei de Deus, não foram dados como forma de se obter a salvação, mas sim, a fim de que o seu povo vivesse em santidade, assim como ocorreu conosco: “Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade”, (Ef 1:4-5)

II O PRIMEIRO MANDAMENTO “Não terás outros deuses diante de Mim”

Quais são os deveres exigidos no primeiro mandamento?

1-O reconhecimento da exclusividade e veracidade de Deus.

“Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR”. Dt 6:4

Devemos reconhecer que o Deus da bíblia é o único verdadeiro e exclusivo Deus, e que a fé cristã é o caminho exclusivo para a salvação (Rm 1:17).

2-A adoração e glorificação dEle em todos os aspectos da nossa vida.

“Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças”. (Dt 6:5)

Isso não significa uma mera atitude emocional para com Deus, mas uma prática devocional que nos leva a honrá-lo e obedecê-lo em todos os aspectos da nossa vida pessoal, familiar, profissional e social.

Quais os pecados proibidos no primeiro mandamento?

1-Ateísmo (negar ou não ter a Deus)

a)Teórico: “Disse o néscio no seu coração: Não há Deus”. (Sl 14:1)
Esse tipo de ateísmo é geralmente defendido por “intelectuais” ou alguém que se acha moderno ou avançado. O interessante é que a bíblia chama esses sujeitos de “loucos”

b)Prático:É conduzir as nossas vidas como se Deus não existisse. Mesmo quando confessamos que acreditamos na sua existência:

“Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim”. (Mt 15:8)

2-Idolatria (“tudo aquilo que toma ou se torna um deus na nossa vida”)

“Não fareis para vós ídolos, nem vos levantareis imagem de escultura, nem estátua, nem poreis pedra figurada na vossa terra, para inclinar-vos a ela; porque eu sou o SENHOR vosso Deus” (Lv 26:1)

“Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura”. (Is 42:8)

Está também ligado aquilo que damos importância demasiada, ainda que isso não esteja ligado explicitamente à religiosidade:

“Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração”. (Mt 6:19-21)

“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom”. (Mt 6:24)

Conclusão:

Quero encerrar com duas aplicações Práticas pra nós:

1-Devemos crer e aceitar a suficiência de Deus (como já vimos, o Deus da bíblia exige exclusividade).

2-O propósito da vida humana é adorar a Deus. Como diz a primeira pergunta do nosso Catecismo Maior:

1. Qual é o fim supremo e principal do homem?
Resposta. O fim supremo e principal do homem e glorificar a Deus e gozá-lo para sempre. Que Deus no abençoe!

Jairo Rivaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário